Minha lista de blogs

terça-feira, 6 de julho de 2010

CUIDANDO DE GATOS DEBILITADOS.




Pode acontecer de você encontrar um filhote em más condições de saúde. A vida nas ruas é muito dura até mesmo para um gato adulto, imagine um filhotinho, muitas vezes recém tirado da mãe, ou nem desmamado ainda. O ideal é levá-lo imediatamente a um veterinário, mas sabemos que nem sempre isso é possível, por várias razões. Portanto, aqui vão algumas dicas que podem melhorar o estado de saúde do filhote. Em caso de dúvida ou para uma maior orientação, escreva para nós.

Se o filhote não sabe comer ração, ou não demonstra muito interesse por ela, não espere que ele aprenda. A fome não é a melhor professora, como se diz por aí. Nenhum gato pode ficar sem comer por um período prolongado de tempo, especialmente se for um filhote.

Há ótimas alternativas para gatinhos no mercado pet. Se ele for muito pequeno ( menos de um mês ), tente começar com o leite em pó específico para gatos, ou uma das receitas de suscedâneo acima. Se o gatinho for um pouco maior, e você perceber que já pode comer sozinho, experimente dar a ração em lata ou A/D, que é própria para animais debilitados. Nem sempre o gatinho saberá que aquilo que está no pote em frente é para ser comido, mas você pode ajudar estimulando-o a comer, colocando um pouquinho do patê dentro da boquinha ou lambuzando-a com o dedo. Se nem assim ele comer, dilua o patê em um pouco d'água, até ficar mais ralo, e dê ao gatinho com uma seringa.

IMPORTANTE: Não incline o corpo do gatinho para cima, mas sim mantenha a cabecinha reta, apenas ligeiramente mais alta do que o corpo. E saiba que uma ração em lata para gatos adultos pode até quebrar o galho temporariamente e manter o filhote vivo, mas a longo prazo não o alimentará em absoluto.

É recomendável dar ao gatinho cerca de 1cm de Nutrical ou Felovite ( produtos veterinários ) diariamente, para ajudar no crescimento e fortalecer o filhote. Se em sua cidade não for possível encontrar estes produtos, tente Protovit ou KaliamonB12, que são suplementos feitos para crianças. Mas atenção - a dose é ínfima, uma ou duas gotas por dia de Protovit e 0,5 ml de KaliamonB12.

O filhote pode estar desidratado, em decorrência dos dias que passou na rua sem se alimentar adequadamente ou beber água. Para saber, levante com os dedos em pinça uma porção da pele no dorso do gatinho e solte. Se a pele ficar levantada, ou demorar a voltar ao lugar, o gatinho está desidratado. É hora de agir com rapidez, pois a desidratação pode matar em poucas horas. Faça um pouco de soro caseiro ( duas colheres de chá de açúcar e uma pitada de sal, diluídas em um copo de água filtrada ou fervida ) e ofereça ao gatinho a toda hora, na seringa. Um ótimo produto farmacêutico é o Rehidrat, que já utilizei com sucesso inúmeras vezes. Espere um pouco e veja se o gatinho melhora. Se não, ele talvez precise de uma ou mais aplicações de soro subcutâneo. É hora de procurar um vet com urgência.

Se o filhote tem inapetência, diarréia e vômitos, cuidado. Se a diarréia e o vômito forem constantes, pode ser panleucopenia, uma virose que se não tratada a tempo, leva à morte em 24 horas, em gatos não vacinados. Nesse caso, ele vai precisar do máximo de hidratação possível, por causa da perda de líquidos, e é recomendável levá-lo com urgência a um veterinário.

Se a diarréia não é causada pela panleucopenia, nem é acompanhada de vômito ou inapetência, provavelmente se deve aos vermes, ou à alimentação errada que o filhote recebeu na rua. Na maior parte dos casos, um vermifugo resolve. Enquanto isso, você pode alimentá-lo com frango cozido desfiado, misturado a um pouco de arroz "papa". Tome muito cuidado para o filhote não desidratar; caso isso ocorra, siga o indicado acima. Suspenda o uso da A/D, se estiver usando.

Certamente o gatinho tem vermes, ou outros parasitas, como pulgas ou piolhos. É fundamental tratar disso logo, pois em ambos os casos, isso contribuirá para que o estado de saúde dele piore muito. A maioria dos produtos contra pulgas não serve para filhotes com menos de 8 semanas. O único recomendado é o Frontline Spray, que pode ser usado a partir dos dois dias de vida. Mesmo após a aplicação do produto, verifique se sobrou alguma, o que pode acontecer em caso de grande infestação, ou de se passar uma quantidade muito pequena do remédio. Procure um vermífugo adequado para filhotes, e dê segundo recomendado na bula. Seguir as recomendações é importante para não dar uma dose maior ou menor do que se deveria.

Um comentário:

  1. Parabéns pelo texto tão completo. Com relação ao Mercepton Oral para auxiliar no fim da diarréia, é válido para filhotes?

    ResponderExcluir